Catedral de Santo Isaac, São Petersburgo, Rússia

Pérola real da Rússia

Conteudo Isobar

São Petersburgo preserva arquitetura dos séculos 18 e 19

Desde o fim da União Soviética, em 1991, o turismo na Rússia expandiu-se expressivamente, muito por conta da fantástica arquitetura e da riqueza cultural. Uma das pérolas que compõem o tesouro histórico russo aberto à visitação é a metrópole de São Petersburgo, a segunda maior e a mais ocidentalizada cidade do país.

Capital imperial durante o século 18, São Petersburgo foi fundada em 1703, pelo czar Pedro, o Grande. Sua majestade avaliava ser necessário fortalecer a presença da marinha russa no Mar Báltico. Para alcançar êxito, ele ordenou a construção de nova e moderna capital, a norte de Moscou.

O passar dos anos retirou da cidade histórica as atribuições de administração central russa, mas lhe deixou como um dos centros mais relevantes da cultura europeia. Os palácios, os museus, as igrejas, os canais: toda a infinita arquitetura desenvolvida entre os séculos 18 e 19 segue inalterada.

Dentro de um desses palácios reais construídos à época do czarismo, funciona o luxuoso Four Seasons Hotel Lion Palace, uma das melhores indicações de hospedagem em São Petersburgo. Ele fica a apenas dois quarteirões de importante ponto turístico da cidade: o Museu Nacional do Hermitage.

O Hermitage possui uma das mais completas coleções de arte do mundo, com peças de praticamente todos os períodos da história da Rússia, mantidas por imponentes monumentos artísticos às margens do rio Neva. Destaca-se o Palácio de Inverno, residência oficial dos czares até a Revolução Russa. A aquisição de bilhetes para a visitação ao museu pode ser realizada online.

Na Nevsky Prospekt, a principal avenida de São Petersburgo, está fincada a Catedral de Nossa Senhora de Cazã. Trata-se de outra beleza arquitetônica da segunda maior cidade da Rússia. Erguida entre 1801 e 1811, ela é, desde 2000, filial do Patriarcado de Moscou, que é composto por todos os mais de 60 chefes da igreja ortodoxa russa.

A mais robusta e suntuosa catedral ortodoxa de São Petersburgo é, no entanto, a de Santo Isaac. À decoração da construção de estilo majoritariamente neoclássico, foram inseridos diversos tipos de minerais, além de adornos bizantinos. Na base da cúpula do palácio (aberto à visitação), tem-se vista privilegiada da metrópole russa.

GASTRONOMIA COSMOPOLITA

São Petersburgo é lugar da mais alta e cosmopolita gastronomia. Entre monumentos históricos, museus, palácios e catedrais, depara-se com os melhores sabores da Rússia, da Itália, da França, do Japão, entre outros.

O Taleon tem o melhor da cozinha moderna europeia em ambiente de realeza. Votado três vezes o mais luxuoso restaurante de São Petersburgo, ele está no 5 estrelas Taleon Imperial Hotel, outra ótima sugestão de hospedagem, também na Nevsky Prospekt.

O Russkaya Rybalka, conhecido como Russian Fishing, é uma cabana de madeira pitoresca à beira do lago onde o próprio consumidor pesca os peixes e os crustáceos a serem servidos pelo restaurante. A deliciosa comida e a atmosfera familiar cativaram clientes ilustres, como o presidente russo, Vladimir Putin, e o ex-presidente da França, Jacques Chirac.

O Ginza Project, por sua vez, propõe-se eclético ao reunir as cozinhas italiana e japonesa, embora com mais proeminência nesta última. O restaurante tem chamado atenção por conta das festas quentes que tem organizado, algumas das indicações para as noites em São Petersburgo.

BALÉ KIROV

Por se tratar de uma das melhores escolas do mundo, o balé possui lugar cativo na vida cultural da metrópole histórica. Essa paixão é visível na imponência do Teatro Mariinsky, que concedeu nome à antiga companhia clássica russa. O Balé Mariinsky é hoje conhecido por seu nome soviético: Kirov.

Toda a programação – entre concertos de ópera e apresentações de balé – está disponível no site do Teatro Mariinsky. A grade inclui performances da companhia Kirov no palco principal. Os valores dos ingressos variam entre US$ 100 e US$ 400.

Mais Matérias