Crédito: Daimler AG

Potência ambiental

Conteudo Isobar

Smart lança linha com carro, bicicleta e scooter elétricos.

Silenciosos, limpos e ecofriendly, os carros movidos à energia elétrica estão caindo no gosto dos motoristas de grandes cidades e ganhando espaço nas pranchetas de desenvolvimento das principais montadoras globais.

A Toyota já anunciou que, até 2016, pretende transformar toda a sua frota em automóveis híbridos, que alternam combustível e eletricidade em seu funcionamento. A BMW usa, há tempos, a tecnologia de freios regenerativos, que armazena a energia da frenagem para ser usada durante a aceleração, e já anunciou o modelo i3, totalmente elétrico. A Renault está colhendo bons frutos com o seu Leaf, que chegou ao Brasil por meio de parcerias com governos estaduais e empresas privadas. Já a Mercedes-Benz diz ter o elétrico mais rápido do mundo: seu SLS AMG Electric Drive, que chega a 100km/h em 3,9 segundos.

Falando nessa última, é de se esperar que a tecnologia de propulsão por meio de motores elétricos seja uma prioridade dentro do grupo Daimler, dono da Mercedes e também do pequenino Smart. Esse último ganhou uma versão totalmente elétrica em 2009, que foi aprimorada em 2013 e já começa a ser distribuída em vários países desde o início do ano. A tecnologia, aliás, foi desenvolvida em parceria com a Renault, compartilhando a plataforma a ser usada no novo Twingo e no conceito Twin’Z.

O baixinho se gaba por ser o carro elétrico mais econômico dos Estados Unidos. E tem razão. Suas baterias íons de lítio Evonic alimentam um motor de 55kW e geram 75cv de potência, o que parece pouco, mas faz o Smart Fortwo EV chegar a 120 km/h. A autonomia alcança 145km e, em menos de uma hora, em uma tomada de 220V, é possível recarregar totalmente o pequeno. E ele não é “smart” à toa: para saber que o carro está pronto para rodar, o piloto receberá um aviso em seu smartphone.

Além do modelo para duas pessoas, a empresa pretende lançar o Forfour, para até quatro ocupantes, na versão “verde” até 2015. Para acompanhar os ecocarros, a fabricante já colocou à venda a Smart Electric Bike (carinhosamente chamada de Smart Ebike), com motor elétrico que chega a 25km/h e baterias posicionadas no centro da magrela, em um pacote destacável. Não podemos deixar de citar os freios a disco, LEDs nas luzes dianteiras e traseiras, corrente “limpa” (feita de um composto plástico resistente e sem lubrificante) e um computador de bordo removível.

O ciclista pode escolher entre usar o motor elétrico a seu favor, para diminuir a força necessária durante cada pedalada, ou contra, para aproveitar a energia despendida nos atos de pedalar e frear para realimentar as baterias.

Já a Escooter vem para completar a solução de mobilidade urbana limpa. A expectativa é que a moto saia ainda em 2014 com motor elétrico de 48kW na roda traseira, que gerará 5,4cv de potência, velocidade máxima de 45km/h e autonomia de quase 100km. Construída em aço e alumínio, a scooter também contará com airbag, ABS e “Blind Spot Assist”, um sistema que avisa sobre obstáculos nos pontos cegos do veículo.

Os modelos Electric Drive da Smart não têm previsão de chegar ao Brasil tão cedo, mas deve vir novidade durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece no segundo semestre deste ano.

Produtos Estilo Para Você

Mais Matérias