shutterstock_207520693

Trato no bigode

Conteudo Isobar

Salões de beleza dedicados ao universo masculino se proliferam pelas grandes capitais e ganham adeptos.

A falta de entrosamento, intimidade e privacidade dentro dos salões unissex fez com que todo um nicho de mercado se abrisse para os cuidados pessoais do homem brasileiro. Outrora em retração, mas agora em plena ascensão por todo o território nacional, as barbearias oferecem desde o serviço básico aos focados no bem-estar masculino.

Barbearia Nove de Julho é uma das mais antigas de São Paulo. Ainda mantém alguns padrões anacrônicos – não possui hora marcada e não aceita nenhum tipo de cartão. Ela passou de uma pequena barbearia tradicional na região da Rua Augusta para outros cinco endereços pela cidade. Cheia de objetos de garimpos dos anos 1950 e 1960, ali as navalhas trabalham a serviço de cortes precisos e barbas bem aparadas.

Ainda no reduto moderno de São Paulo, o Circus Hair oferece serviços para homem nenhum botar defeito. Com inspiração nos anos 1950, além dos serviços básicos, os frequentadores ainda contam com opções como coloração, manicure e pedicure. Quem quiser dar uma repaginada maior no estilo, há estúdio de tatuagem e brechó. A parte de diversão fica por conta da mesa de bilhar, e da vitrola com vinis disponíveis para uma discotecagem e da primeira cerveja por conta da casa.

Em outra ponta da cidade, a Garagem Barbearia e Estética recebe os homens da Zona Sul para tratamentos completos. De serviços de spa – como massagens relaxantes e terapêuticas, limpeza de pele e depilação – a dia do noivo, o espaço recebe os frequentadores no melhor estilo anos 1950, sem frescura nem afetação.

O mapa da mina das barbearias de São Paulo ainda conta com espaços como o Barber Shop, do top cabelereiro Marcos Proença, que está localizado em um espaço na boutique de luxo Noir Le Lis. Sofisticado, possui visual clean, moderno e francamente inspirado nas barbearias dos anos 1930 e 1940. A poucos metros dali, fica a Barbearia Cavalera, que foi inspirada em estabelecimentos de Los Angeles e tem seu atendimento feito por nada mais nada menos que Marinho, ex-baixista da banda Pavilhão 9.

O bairro dos Jardins ainda abriga um recém-lançamento: ocupando um andar dentro da flagship da carioca Reserva, a barbearia montada pela Dr. Jones promete cuidar dos clientes com os produtos da marca.

Mas não é só São Paulo que possui lugares dedicados exclusivamente aos homens. No Rio de Janeiro, barbearias como Rio Antigo e Barber Chopp já tem seus clientes cativos. Em Curitiba, a Barbearia Clube oferece serviços do básico até aparagem de pelos e acupuntura para os frequentadores.

O Nordeste também tem seu representante de peso. Em Fortaleza, a  Fígaro Barbearia Social Club oferece uma experiência completa para seus clientes, contando com um videogame, pôquer, xadrez e um bar.

Tido como o segundo maior mercado mundial de “vaidade masculina” – só perde  para os Estados Unidos – o universo masculino nacional deve se orgulhar dessa conquista. Afinal, beleza é a nova preocupação do macho alfa brasileiro – mas sem perder a virilidade jamais.

Mais Matérias