capa

Made in Brazil

Conteudo Isobar

Em alta no mercado, o shoemaker brasileiro Alexandre Birman apresenta as coleções de sua marca homônima para público trendsetter em cidades como Paris e Nova York.

Difícil encontrar uma mulher que não seja apaixonada por sapatos. O fascínio que o acessório exerce sobre o imaginário feminino não vem de hoje. A rainha Maria Antonieta, lá no século 18, exibia uma invejável coleção de sapatos. Em um período mais recente, Carrie Bradshaw – personagem emblemático de Sarah Jessica Parker – levantou a bandeira da obsessão feminina por sapatos em “Sex and The City”, abrindo os olhos do mundo para um nicho de mercado ascendente: a dos shoemakers.

No Brasil, a autoridade no assunto atende pelo nome de Alexandre Birman. Seu contato com o universo dos calçado vem desde a tenra idade. Nascido em uma família que lidera o mercado de varejo de sapatos femininos no Brasil, foi sob essa expertise familiar que, aos 19 anos, Birman criou sua própria marca de sapatos, a Schutz.

Com talento de sobra, na primavera de 2008, Alexandre Birman assumia sua mais nova empreitada: a de lançar no mercado sua marca homônima, com foco no luxo, sofisticação e feminilidade, prezando o autoral e o artesanal – sendo atribuido ao shoemaker o pioneirismo na utilização de peles de répteis exóticos em suas criações, reminiscência de suas raízes brasileiras.

Por sua originalidade, as criações logo caíram no gosto das mulheres brasileiras e o próximo passo foi conquistar o mercado externo, o que não demorou muito para acontecer. Em 2011, o jornal “Los Angeles Times” destacou Alexandre Birman – junto com nomes de peso como Charlotte Dellal e Brian Atwood – como o destaque da nova geração de designer de sapatos. Para completar o holofote internacional, em junho de 2013, Birman foi empossado como novo membro do CFDA (Council of Fashion Designer of America) devido ao trabalho que vem realizando com sua marca no mercado norte-americano.

Como estratégia de business, alinhado ao calendário de moda do hemisfério norte, Alexandre Birman apresentou durante a semana de moda de Nova York, realizada no último mês de fevereiro, sua coleção Primavera/Verão 2014, inspirada no quadro Le Rêve (O Sonho), do pintor francês Henri Rousseau. Para a ocasião, Birman armou um coquetel no MoMA, instituição do qual o quadro faz parte do acervo. A DJ Alexandra Nicole Richards, filha do rolling stone Keith Richards, assumiu as pickups.

Após a temporada nova-iorquina, o designer desembarcou em Paris para apresentar em primeira mão para jornalistas, editoras de revistas, formadores de opinião e convidados durante a semana de moda, sua coleção Outono 2014, com coquetel no badalado Hotel Le Bristol. Para desenhar as novas peças, o designer mergulhou no universo modernista brasileiro da década de 1950.

Inspirada pelas curvas de Oscar Niemeyer, pelos jardins de Burle Marx e pelo universo dos cobogós, a coleção transporta os padrões geométricos da época para os imponentes sapatos de Birman. É uma maneira de reverenciar o Brasil sem apelar para o óbvio. A coleção pre fall, que já está disponível nas lojas brasileiras, já tem dois itens que vêm sendo considerados o must have da estação: o stiletto em veludo com bordado que termina em um deslumbrante franjado e a bota over the knee, com detalhes em píton (DNA da marca que não poderia faltar). Sapatos que, com certeza, Carrie Bradshaw já teria incorporado no seu closet.

Mais Matérias