Lago Paranoá (Virginia Barros/Divulgação)

Calçados artesanais

Conteudo Isobar

Rumo a Londres, Virginia Barros lança nova coleção

A estilista Virginia Barros conquistou clientela fiel com peças artesanais de alta qualidade. Os sapatos que levam a assinatura dela buscam se desvencilhar da famosa e avassaladora “tendência”. Prova disso é o fato de Virginia não se utilizar do processo industrial, opção em prol do preciosismo imprescindível de cada detalhe.

“A pessoa que usa um calçado meu quer ser surpreendida com uma nova proposta. Não quer ver nada que esteja na moda”, explica. Alice Caymmi, Céu, Fernanda Takai, Débora Falabella, Carolina Kasting, Denise Fraga, Zezé Polessa, Julia Lemmertz e Fátima Bernardes orgulham-se de figurar entre as mais cativas clientes da grife.

Nascida no Rio Grande do Sul, Virginia é filha de pai gaúcho e mãe mineira. Aos três anos de idade, mudou-se para Minas Gerais. “O lado mineiro da família falou mais alto”, brincou a designer, que acaba de lançar Brasília Contemporânea, uma homenagem à capital federal.

Cada sapato da mais recente coleção de Virginia Barros está associado a conhecidas localidades de Brasília. O foco, de acordo com a estilista, reside na interação do brasiliense com a cidade onde vive. Brasília Contemporânea, por sinal, não segue estações do ano, como é usualmente feito na indústria da moda.

Ainda nesse ano, produtos Virginia Barros desembarcam em Londres para serem comercializados em diversos pontos de venda da capital inglesa. A possibilidade do mercado exterior, aliás, fez com que ela cogitasse alterações graduais na marca.

“Eu percebi que não era hora de mudar, mas agora estamos começando um trabalho fora do país. Virginia, apenas Virginia, é fácil de se falar em várias partes do mundo. Mas tudo isso será feito de uma forma lenta”, conclui.

A grife conta, atualmente, com quatro lojas no país. Em Belo Horizonte, elas situam-se na Avenida Cristóvão Colombo e na Rua Fernandes Tourinho. A estilista está também presente no bairro de Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro, e na quadra 214 Norte, em Brasília.

Segue abaixo a coleção Brasília Contemporânea.

Mais Matérias