shutterstock_124211128

Velha novidade

Conteudo Isobar

Dos clássicos a lançamentos, restaurantes têm o vinil como carro-chefe de seus espaços

A vitrola abandonada no quartinho da bagunça pode ser um objeto de desejo, bem como aquela coleção de vinis clássicos que estão largados na casa dos avós. Quem pensa que os velhos discos são materiais em extinção está enganado, pois o mercado nunca esteve tão aquecido.

É interessante como na era digital que vivemos, ainda encontramos apaixonados pelos velhos e bons discos de vinil. O que estabelece isso é exatamente o “chiadinho” clássico, a profundidade alcançada pelo som, o manusear, a arte das capas, enfim, todos esses elementos que fazem parte do ritual de adoração ao vinil.

E que tal unir a paixão pelo vinil e o prazer da gastronomia? Espaços como o Victrola, em Brasília, e o Conceição Discos, em São Paulo, mostram que essa combinação pode ser um sucesso, além de muito charmosa.

O Victrola é um gastropub, aberto em março de 2014, que virou o local de encontro dos amantes da boa música. No espaço não toca nenhuma música que não venha do bom e velho disco. Os mais de 3.000 títulos expostos no Victrola não são apenas cenário. É possível escolher um, eleger a faixa favorita e colocá-la para tocar. 

No cardápio, é possível encontrar uma série de petiscos gourmet e tradicionais, sempre um mix de novidades que sai do óbvio e surpreende o público, como o caldinho de feijão acompanhado de ovo de codorna frito em ninho de couve crisp ou o saboroso Schüblig (salsichão alemão) flambado na cachaça.

Já em São Paulo, no tradicional bairro de Santa Cecília, encontra-se o Conceição Discos – um espaço que concentra um café, restaurante e bar, tudo isso como pano de fundo de uma encantadora loja de vinis que podem ser escutados durante um drink e outro.

Com um cardápio sucinto, a chef Talitha Barros prepara delicias que podem ser saboreadas no balcão ou nas poucas mesas nos fundos da loja/bistrô. Cada dia é apresentado um prato diferente: de arroz de pato aos bolos artesanais, a chef garante uma experiência gastronômica irresistível.

Seja em São Paulo ou em Brasília é possível encontrar espaços dedicados à paixão pelo Vinil. Agora, parece que os restaurantes também estão recebendo a bordo esse antigo prazer das “bolachas” girando na agulha.

 

Mais Matérias