File2 copy

Trilha de comer

Conteudo Isobar

Sabores brasileiros e música ao vivo: quando dois prazeres se encontram para formar uma experiência única.

Sair para comer é um dos programas favoritos de quem gosta de aproveitar a cidade, seja em companhia dos amigos ou da família. Ir a shows é outra opção indispensável para se divertir à noite. Imagine, então, unir ambas as atividades em um único evento e colocar seus sentidos à prova em uma experiência gastronômica e musical.

Essa tem sido a aposta de dois grandes chefs brasileiros: Alex Atala – que comanda o D.O.M (atualmente o 6° melhor restaurante do mundo, segundo o S. Pellegrino World´s 50 Best Restaurants) e o Dalva e Dito – e Helena Rizzo (eleita neste ano a melhor chef do mundo pela Veuve Clicquot), a frente do Maní e do espaço de eventos Manioca.

É no restaurante de Helena, localizado no Jardim Paulistano, na capital paulista, que acontece o “Sol Sunday Sessions”. No melhor estilo sunset party, o evento – que existe desde 31/8 e acontece sempre aos domingos – convida o público a encerrar a semana com música da melhor qualidade e comidinhas preparadas pela chef.

Helena diz que a música sempre ocupou um espaço significativo em sua vida. “Acho possível traçar vários paralelos entre a comida e a música, tanto no aspecto sublime e sensorial, quanto no próprio ‘fazer’ a tal da cozinha”, completa.

Cardápio especial

A próxima edição será realizada no dia 19/10 e levará a cantora Céu, que apresentará as canções do seu último disco, “Caravana Sereia Bloom”.

Enquanto desfruta do som, o público poderá degustar uma moqueca de tamboril com arroz de coco e canjica com rabada e agrião. A saladinha de tomate com pão e pesto é ótima opção para a entrada, bem como o caldinho de feijão e o sanduíche de legumes assados e queijo de cabra.

Sobremesas não faltam: sorvetes de frutas na casquinha chegam para aplacar o calor; há também morangos com nata, merengue, doce de ovos e chocolate – os loucos por doces agradecem.

Já passaram pelos palcos do restaurante o paulistano Marcelo Jeneci, a cantora Bebel Gilberto e a dupla gaúcha Os The Darma Lóvers.

O projeto tem data para terminar, então aproveite: no dia 9/11, Bruno Kayapy, guitarrista do Macaco Bong, fará o show de encerramento com seu projeto solo de guitarra, que mescla o blues ao jazz à moda antiga.

“Queríamos badalar as tardes da cidade. Além das comidinhas, teremos DJs convidados e sempre um ótimo show, pensado para curtir o fim da tarde de domingo”, explica Marco Assub, da Beltrano Musical, uma das empresas que organiza o evento.

Festa da madrugada

O relógio marca meia-noite. A maioria dos restaurantes da capital paulista está praticamente vazia – ou já encerrou suas atividades. Nessa mesma hora, cresce a movimentação na porta do Dalva e Dito, o restaurante do chef Alex Atala.

Todos estão lá para curtir o samba ao vivo e provar a galinhada e outras delícias – servidas dentro da cozinha do estabelecimento, em um farto bufê –, que são verdadeiros quitutes de vó, como o pirão de galinha, a farofa e o quiabo refogado.

O evento acontece aos sábados, das 0h às 3h.  Foi criado em 2011, e virou referência entre os paulistanos como alternativa de lazer aliada à ótima gastronomia.

A proposta é simples: o convidado pega seu prato e talheres e se serve quantas vezes quiser. O samba ao vivo complementa o clima informal e é a deixa para estender a festa.

Anote na agenda: no próximo sábado (18/10), o cantor Edgar Pereira, acompanhado pelos meninos do grupo Samba de Raiz, animarão a madrugada dos boêmios.

Dá próxima vez que você estiver em busca de um programa diferente para o final de semana, tente unir dois prazeres em um – e transforme as refeições em inesquecíveis experiências sensoriais.

* A foto de abertura desta matéria mostra a galinhada oferecida aos sábados, no Dalva e Dito.  

Mais Matérias