Moqueca de banana-da-terra_foto Rogério Voltan

Panela brasileira

Conteudo Isobar

Cozinheiros lançam livros de receitas enaltecendo a culinária nacional e ingredientes naturais.

Thiago Castanho é paraense e um dos mais renomados chefs da nova cozinha brasileira. Bela Gil é carioca, formada em Nutrição e Culinária e hoje preza por ingredientes saudáveis. Em comum eles têm o amor pela comida e o lançamento de seus próprios livros de receita – cada um à sua maneira.

Ganhador de diversos prêmios – seu restaurante Remanso do Bosque, em Belém, foi incluído na lista Latin America’s 50 Best Restaurants –, Thiago contou com a ajuda da chef e escritora Luciana Bianchi para publicar seu livro, Cozinha de Origem (Publifolha). A obra é formada por mais de cem receitas típicas do Brasil, criadas por ele e outros chefs renomados, tais como Jefferson Rueda, Roberta Sudbrack e Rodrigo Oliveira.

Entre as receitas, destacam-se o torresmo de peixe com molho de açaí, a moqueca de banana-da-terra, a costela de tambaqui na brasa, o pato no tucupi com jambu e o bolo de macaxeira da Dona Carmem (mãe de Thiago).

Mas não é só a culinária típica do Norte que aparece no livro. Estão presentes também o camarão da encosta (de influência caiçara), o gaúcho arroz de carreteiro e o pão de queijo de Minas Gerais, que é uma verdadeira paixão nacional.

Bela é filha do cantor Gilberto Gil e tem muita influência brasileira em sua culinária, mas só depois de começar a praticar ioga foi que ela começou a se interessar pela comida natural e funcional. Hoje apresenta o programa Bela Cozinha em um canal de TV por assinatura, que deu origem ao livro Bela Cozinha – as receitas (Editora Globo Estilo).

A autora busca contrariar o mito de que comida saudável é sem graça e mostra receitas de pratos saborosos com várias origens, que prezam sempre pelo equilíbrio e ingredientes 100% naturais, com pratos de várias origens. Entre as receitas estão não apenas saladas de folhas e vegetais, mas também bolinho de arroz integral, falafel, canja de galinha caipira e até frituras, como o tempura de legumes.

Já as sobremesas são um exemplo de que a vida pode ser doce mesmo sem açúcar refinado ou adoçantes. Bela sugere o uso de farinha integral para o preparo de bolos e biscoitos e melado de cana para adoçar a musse de chocolate, tudo acompanhado por comentários sobre as propriedades dos ingredientes.

Seja primar pela tradição ou por ingredientes saudáveis, o importante é celebrar a boa comida!

Mais Matérias