Azeitonas, queijos variados e presuntos especiais (Pat Hastings)

Aperitivos sofisticados

Conteudo Isobar

Iguaria espanhola, tapas mantêm tradição de séculos

Na Espanha, é comum a degustação de aperitivos variados, acompanhados de bebida que contenha álcool ou não. São os chamados “tapas” e podem ser frios ou quentes. Bares e restaurantes das principais cidades espanholas tornaram-nos itens de sofisticada cozinha, tamanha a tradição associada a eles.

Afirma-se que o termo “tapas” é derivado de “tapar”. Durante o século 19, pousadas e albergues surgiram ao longo das precárias estradas do país europeu, passando a oferecer cama e alimento a viajantes. As pequenas porções de comida eram servidas em um “tapa” – “tampa”, em espanhol.

Se frio, que tal azeitonas, queijos variados e presunto especial? Se quente, por que não deliciosas lulas fritas? Na verdade, é possível requisitá-los todos juntos para a composição de uma refeição completa.

Geralmente, em território espanhol, serve-se o jantar entre 21h e 23h. Até chegar esse horário, contudo, tapas costumam forrar o estômago. O mesmo pode ser dito sobre o almoço: antes dele, os aperitivos típicos da cozinha espanhola fazem parte da socialização de meio dia.

ALTERNATIVAS

Pequeno passeio por algumas das mais deslumbrantes cidades da Espanha pode levar à degustação de deliciosos tapas. Na capital espanhola, Madri, o gastrobar La Dichosa se propõe a servir aperitivos com raros vinhos. À frente da casa, Eva Pascual não abre mão da tradição.

A bela Sevilha é lar do bar e restaurante La Primera Del Puente. O menu de tapas dele possui mais de 30 opções de aperitivos: tortilhas de camarão, bacalhau com tomate, pequenas lulas, peixe frito marinado, anchovas brancas, entre outros.

Já San Sebastián é uma cidade costeira situada do País Basco, uma das regiões autônomas da Espanha. É lá que o Borda Berri exibe seu menu invejável de pintxos, como são chamados os tapas pelos bascos.

Além disso, é aconselhável experimentar o marmitako do Borda Berri, o tradicional ensopado basco, ou mesmo a pequena porção de risoto com bochechas assadas no vinho tinto. Para acompanhar, outro rótulo, agora branco: o Txakolí.

Mais Matérias