capa

Toque feminino

Conteudo Isobar

Claudia Moreira Salles se firma como umas das principais representantes do design de móveis no Brasil e no mundo.

Apesar de 30 anos criando móveis e projetos de interiores para arquitetos de renome, como Ricardo Logorreta, o estilo único da designer Cláudia Moreira Salles ainda soa como referência fresca para muitos. Mas não se engane: sua trajetória criativa e contribuição para a redefinição da arquitetura do móvel brasileiro contemporâneo é tão importante que Cláudia Moreira Salles  já está sendo equiparada a ícones como Sérgio Rodrigues e Oscar Niemeyer.

Suas peças possuem um estilo único, misturando traços clássicos – que, por vezes, remetem a mestres como Mies van der Rohe – com artesanatos de diversas regiões do país. É desse mix de influências, das linhas discretas e tradicionais às raízes brasileiras, que a profissional conquistou seu prestígio no mercado nacional e internacional.

Em 2013, a designer presenciou o reconhecimento de todos esses anos de trabalho. Registrando sua trajetória profissional e processo criativo, a editora BEI lançou a publicação bilíngue que leva o nome de Claudia. Com prefácio e entrevistas escritos pela curadora e crítica norte-americana Karen Stein, o lançamento do livro culminou com a primeira exposição individual de Cláudia em Nova York.

À época do lançamento, o jornal norte-americano “The New York Times” destacou a importância das criações da designer para o mobiliário contemporâneo. O rigor técnico, a delicadeza e a elegância que caracterizam seu trabalho chamaram atenção do jornal, que ressaltou o trabalho da brasileira com madeiras tipicamente brasileiras.

Seus móveis “quietos e que ao mesmo tempo expressam uma graça espirituosa”, como definiu a escritora e jornalista Adélia Borges – autora do primeiro livro sobre Cláudia – podem ser encontrados nas principais loja de mobiliário de São Paulo (como a FirmaCasa e Ethel) e em países como Suíça, Portugal, Estados Unidos e Alemanha.

Mais Matérias