O designer britânico Tom Dixon

Originalidade Tom Dixon

Conteudo Isobar

Trabalho do designer britânico se destaca pelas formas

O britânico Tom Dixon é um dos mais respeitados designers da atualidade. Obras assinadas por ele foram compradas por museus de todo o mundo, como o londrino Victoria & Albert Museum, o Museu de Arte Moderna de Nova York e o Centro Georges Pompidou, em Paris. Hoje, à frente da própria marca, Dixon está presente em mais de 65 países.

O sucesso do designer nascido na Tunísia teve início ainda nos anos 1980, quando ele organizara um espaço para servir de think-tank – instituição que visa difundir conhecimento e atuar no campo de grupos de interesse –, com participação de outros jovens profissionais. Ao final da década, Tom Dixon já era funcionário da gigante italiana Cappellini, para quem idealizara a famosa cadeira Iconic S.

Uma das maiores especialidades do designer, contudo, diz respeito a iluminação. Não à toa, a marca Tom Dixon produz diversos tipos de luminárias decorativas e funcionais. Entretanto, a chamada Jack Light consagrou-se como item revolucionário: são peças de polietileno empilhadas umas sobre as outras e que geram luz.

Dixon participou, em 1993, da maior exposição britânica de móveis do século 20. Organizado pelo artista e empresário Helmut Diez, o evento ocorreu na cidade de Bremerhaven, na Alemanha. Anos mais tarde, ele seria nomeado diretor de criação da Habitat, conhecida empresa de decoração do Reino Unido.

A PRÓPRIA MARCA

A Tom Dixon foi lançada no início do século 21 e mantém sede em Portobello, Londres. Há nove anos, o britânico estabeleceu a Design Research Studio, um estúdio de design de interiores e de arquitetura. Entre os locais que tiveram o toque de Dixon, destacam-se os restaurantes da Royal Academy of Arts e o Barbecoa, do chef Jamie Oliver, ambos na capital da Inglaterra, além da Shoreditch House.

Novas coleções Tom Dixon são lançadas a cada dois anos no Salão Internacional do Móvel de Milão e no London Design Festival. Mais recentemente, em 2012, alguns dos acessórios da marca apareceram na exposição Maison et Objet, em Paris.

Premiado e autoditada, Dixon recebeu doutorado honorário da Universidade Birminghan City (2004) e da Universidade das Artes de Londres (2007), sendo igualmente agraciado com a Ordem do Império Britânico, em 2001.

Em entrevista à revista Estilo BB, a arquiteta Manuella Leite, do escritório Esquina Arquitetura, falou sobre o trabalho do designer. “Tom Dixon tem uma pegada futurista, utiliza materiais metálicos e formas geométricas”, resumiu. “As linhas são sempre marcantes e as peças muito originais. Em qualquer ambiente, elas ganham o devido destaque.”

Outro arquiteto, Eduardo Crosara, por sua vez, recomenda os itens da marca britânica, embora seja necessário importá-los. “Só tem coisa boa, mas não é possível comprar nada dele no Brasil”, completou.

No site da Tom Dixon, estão os principais produtos desenvolvidos pelo designer. Somente os referentes à parte de iluminação somam 138 itens. Contudo, o trabalho da marca se destaca igualmente por conta da confecção de assentos, cadeiras, mesas, estantes, entre outros.

Mais Matérias