Crédito: casanaarvore.com / Ricardo Brunelli

Nas alturas

Conteudo Isobar

Projetos especiais de casas em cima de árvores resgatam a magia da infância.

Um refúgio fantástico, a sede de um clubinho ou simplesmente um lugar para brincar. Aquela casa na árvore que habita na imaginação de toda criança – e será que de todo adulto também? – deixou de ser um sonho distante para tornar-se realidade em quintais do mundo todo – com ajuda de arquitetos, conceitos sustentáveis e empresas especializadas.

Por aqui, quem realiza estes sonhos é a Casa na Árvore, empresa de Londrina, Paraná. Em 2001, Ricardo Brunelli, fascinado desde jovem por tais construções típicas de contos infantis, realizou seu primeiro projeto: uma casa sobre uma figueira centenária, com o piso a 10 metros do chão e forma hexagonal de um favo de mel. Desde então não parou. Transformou seu hobby em empresa, agregou a experiência de seis gerações de construtores – a família Rossato – e espalhou seus projetos inovadores pelo Brasil.

Da escolha do material à montagem, o processo todo é artesanal, completamente seguro e pode ser tão personalizado quanto o cliente exigir. Para facilitar a vida dos pais, há modelos de casinhas infantis pré-projetadas. Adereços como ponte pênsil, escorregador, parede de escalada e tubo “tipo corpo de bombeiro” fazem da casa de madeira uma fonte inesgotável de diversão.

Segundo Ricardo, o intuito por trás de cada casa que constrói é resgatar do passado, de outros tempos da história, o melhor da infância. Correr ao ar livre, acompanhar as mudanças climáticas do dia, do amanhecer ao alvorecer e deixar para lá, um pouco, as infinitas possibilidades do mundo virtual para as imensuráveis da imaginação. Quem apostou no conceito foi o Shopping Cidade Jardim, em São Paulo, que instalou o modelo Mini Sabiá para pais e filhos poderem brincar juntos entre as compras de fim de ano.

E engana-se quem pensa que só as crianças se interessam pelas casas. Hoje, pais procuram a empresa para a criação de algo que toda a família possa aproveitar. Mais elaborados, os projetos “de gente grande” trazem confortos e itens funcionais como ar-condicionado, portas de correr, banheiros, lareiras e até hidromassagem.

Se a vida moderna afasta pessoas da natureza, escolhas como essa podem transportar crianças e adultos para um universo paralelo, nas alturas, onde tranquilidade e diversão reinam.

Mais Matérias