O designer Hugo França e um de seus emblemáticos bancos, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. | Créditos: Divulgação

Esculturas naturais

Conteudo Isobar

Conheça a visão de Hugo França, artista que transforma árvores em objetos de design.

O designer gaúcho Hugo França é conhecido por suas esculturas mobiliárias, criadas a partir do reaproveitamento de resíduos florestais. Suas esculturas de grandeza monumental caminham entre o artístico e o utilitário, trazendo consigo a relação de admiração que o artista possui pela natureza.

Com talento nato para manipular as formas naturais, Hugo França começou seu trabalho com ecodesign quando o termo ainda não havia sido criado. Foi nos anos 90, quando o designer morou em Trancoso, sul da Bahia, que sua carreira teve início. Percebendo o desperdício na extração e uso da madeira, França passou a esculpir objetos a partir desse descarte, além de árvores queimadas ou mortas.

O designer possui um olhar apurado, que o permite criar peças preservando as formas e características naturais da madeira. O papel das árvores vai além da matéria-prima; são também a grande inspiração de Hugo, e trabalhos únicos surgem a partir seus troncos. Como resultado, temos um design orgânico e surpreendente, observado nos icônicos bancos que ocupam os jardins do Instituto Inhotim, da Fazenda Serrinha e da Grace Mansion, residência oficial do prefeito de Nova Iorque.

O nome de Hugo França – que acaba de se despedir de uma exposição no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo – figura entre os mais conceituados do design contemporâneo do mundo. Para aqueles que desejam conhecer de perto seu trabalho, suas obras estarão em exposição no Fairchild Tropical Botanic Garden, em Miami, de dezembro de 2013 até maio de 2014, como parte da programação da Art Basel Miami Beach. Já no Instituto Inhotim, em Minas Gerais, cerca de 100 peças de Hugo França estão espalhadas pelos jardins, podendo ser desfrutados, a qualquer momento, pelos visitantes do museu.

Mais Matérias