Créditos: Andreas Praefcke (Own work (own photograph)) [Public domain], via Wikimedia Commons

Shakespeare 400 anos

Conteudo Isobar

Em 2016 é celebrado o 4º centenário da morte do maior dramaturgo de todos os tempos

“Ser ou não ser, eis a questão”. Aquela que talvez seja a mais famosa frase de toda a literatura mundial, a fala de Hamlet na tragédia de Shakespeare é uma mostra do quão poderosa foram suas obras. E os questionamentos daquele que “inventou o humano”, conforme propõe Harold Bloom, perpassam 4 séculos e se mantém vivos até os dias atuais.

Em abril deste ano a morte do grande poeta e dramaturgo inglês completa 400 anos, e a data será relembrada com eventos em todo o mundo. Na Inglaterra, entre Westminster e a Torre de Londres, serão espalhadas 37 telas para exibição de cenas retiradas de cada uma das peças de Shakespeare, celebrando a vida e obra do autor em sua terra natal.

O projeto é do New Globe Theatre, teatro que pertenceu ao dramaturgo e foi reinaugurado em 1997. Os organizadores pretendem realizar as filmagens das peças nos locais em que se passam as histórias, apresentando aos espectadores “Cleopatra”, gravada nas pirâmides do Egito, “Romeu e Julieta”, na Itália, e “Hamlet”, na Dinamarca, por exemplo.

Já o King’s College, de Londres, disponibilizou um portal online (shakespeare400.org) que reúne diversas ações culturais e educacionais que irão acontecer pela capital inglesa, desde exposições, seminários, montagens e apresentações, tornando muito mais fácil planejar o que assistir e onde.

E como era esperado, algumas obras do autor recebem um relançamento, com edições revisadas e acabamentos especiais. Além disso, no final de 2015, antecipando as comemorações, o professor James Shapiro, da Universidade Columbia, lançou o livro “1606: William Shakespeare and the year of lear”, ainda sem tradução para o português. O livro narra o início dos anos mais sombrios do dramaturgo, fazendo uma relação entre contexto histórico e obra, além de construir paralelos com acontecimentos de 1606 e os dias atuais.

Chegando ao Brasil, o clássico Otelo fica em cartaz até o final de fevereiro no teatro Mab Faap, em São Paulo. A peça que trata temas como a paixão, traição e honra, e tem direção de Debora Dubois e atuação de Mel Lisboa, Rafael Maia e Glaucia Fonseca.

Já no teatro do Sesc Vila Mariana, as peças “Macbeth”, drama que se passa no caos da guerra, e “Medida por Medida”, uma comédia que se passa em um ambiente urbano, são apresentadas em dias alternados e ficam em cartaz até o dia 31 de janeiro, e depois vão para o Rio de Janeiro ser apresentadas no Cidade das Artes.

William Shakespeare, biografia:

Nascido em 1564, William Shakespeare é considerado o maior escritor em língua inglesa e principal dramaturgo do mundo. Casado com Anne Hathaway, e pai de três filhos (Susanna e os gêmeos Hamlet e Judith), suas primeiras peças eram comédias que retratavam eventos e personagens históricas. Contudo, a partir do fim do século XVI, suas produções abarcavam apenas o gênero trágico, e foi então que escreveu aquela que é tida como a principal obra já escrita em língua inglesa: “Hamlet”.

Mesmo depois de tantos séculos a imortalidade de seus versos continuam ultrapassando as barreiras linguísticas, históricas e literárias, consagrando Shakespeare como o gênio dramaturgo, o inventor do humano.

 

 

Mais Matérias