42º Festival de Cinema de Gramado – Kikito. Foto: Dani Villar/PressPhoto

Pipoca em Gramado

Conteudo Isobar

O evento mais importante do cinema brasileiro e latino-americano acontece em agosto, na serra gaúcha.

Há mais de um século, o cinema brasileiro vem testemunhando e retratando a história de nosso país, as mudanças na política, sociedade e cultura. E um terço desses quase 120 anos de existência tem sido dedicado a promover e homenagear a produção nacional por meio do maior evento de cinema do Brasil: o Festival de Cinema de Gramado.

O festival, que já faz parte do calendário oficial do Rio Grande do Sul e do país, reúne a produção cultural audiovisual brasileira e, desde sua 20a edição, da América Latina. Todos os anos, longas e curtas-mentragens são enviados para participar da competição, que elege os melhores do cinema ibero-americano.

Assim como em anos anteriores, a edição 2015 contará com mostras competitivas de longas brasileiros e estrangeiros, curtas brasileiros e o Prêmio Assembleia Legislativa – Mostra Gaúcha de Curtas. A grande noite de premiação acontece no dia 15 agosto.

Neste ano, foram inscritos 124 filmes brasileiros e 67 estrangeiros. A argentina Eva Piwowarski e os brasileiros Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho são os responsáveis pela curadoria, que resultou em duas mostras competitivas, que apresentam 15 longas-metragens: oito brasileiros e sete estrangeiros.

Uma das apostas é o drama “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert, que rendeu a Regina Casé o prêmio de melhor atriz no Festival de Sundance. A película também venceu a mostra Panorama no 65o Festival de Berlim. Há também produções da Costa Rica, México, Cuba, Argentina, Colômbia, Equador e Uruguai.

A premiação inclui, além de benefícios em dinheiro, o Kikito, uma estatueta risonha de bronze, criada artesã Elisabeth Rosenfeld. Inicialmente feito em madeira de imbuia, o prêmio máximo do festival representa o “deus do bom-humor”.

Também haverá a entrega do Troféu Oscarito, concedido, desde 1991, a grandes nomes do cinema nacional. Neste ano, a distinção honrosa será entregue à atriz Marília Pêra. O ator e cineasta Daniel Filho receberá o Troféu Cidade de Gramado, homenagem destinada a um convidado de honra que se destaca no cinema nacional ou internacional.

Além das mostras competitivas, uma noite de pré-estreia com apresentação de projetos do programa gramadense Educavídeo e uma programação exclusiva com mostras paralelas, cinema nos bairros e nas escolas, debates, encontros, lançamentos de livros e outras atividades tomam conta do evento.

A 43a edição do Festival de Cinema de Gramado acontece entre 7 e 15 de agosto no Palácio dos Festivais; os ingressos custam R$ 30 nas noites de exibição, com opção de meia entrada para estudantes e idosos, e R$ 100 para a premiação.

Mais Matérias