Na capa, detalhe da exposição no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (crédito: Flavia Motta)

Obsessão infinita

Conteudo Isobar

Primeira retrospectiva individual da artista japonesa Yayoi Kusama viaja pelo Brasil entre 2013 e 2014.

Depois de passar recentemente por museus como o Tate Modern, em Londres, e MALBA, em Buenos Aires, a exposição “Obsessão Infinita” chega ao Brasil apresentando um panorama do trabalho da artista japonesa Yayoi Kusama. Cerca de 100 obras, entre pinturas, esculturas, vídeos e instalações, marcam a primeira retrospectiva individual da artista no país.

Considerada um dos maiores nomes da arte contemporânea mundial, Yayoi Kusama possui uma obsessão peculiar por bolas que a acompanha desde a infância. A artista, hoje com 84 anos, reside por vontade própria em um hospital psiquiátrico em Tóquio, desde 1977, criando e produzindo ali suas obras.

Em 1957, mesmo sofrendo de graves alucinações, a jovem e obcecada artista, se mudou para Nova Iorque e lá iniciou seu trabalho artístico, que possuía um grande foco nos direitos civis das mulheres. Performances, happenings, demonstrações antiguerra e antiterror, e até mesmo desfiles de moda com cunho político-social marcaram a passagem da artista pelos Estados Unidos.

No ano de 1966, a artista “apresentou” na 33a. Bienal de Veneza um dos seus trabalhos mais emblemáticos: a performance “Narcissus Garden”. Nessa ocasião, Kusama instalou sobre um jardim em meio aos pavilhões, clandestinamente, 1.500 bolas espelhadas que eram vendidas aos passantes por dois dólares cada. Uma placa que dizia – “Seu narcisismo à venda” – revelava de forma irônica sua mensagem crítica ao sistema da arte e seus sistemas de repetição e mercantilização.

Tal apresentação rendeu à artista sua retirada da Bienal, voltando oficialmente apenas em 1993, representando o Japão. Em 2009, a obra ganhou uma nova versão e passou a residir no espelho d’água do Centro Educativo Burle Marx, no Instituto Inhotim.

Com um trabalho de arte extenso, a partir de 1999, os maiores museus do mundo passaram a exibir mostras retrospectivas de sua carreira. Mas não é somente no mundo da arte que o nome de Yayoi Kusama tem força. Em 2012, fashionistas foram ao delírio com a parceria entre a artista e a Maison francesa Louis Vuitton. “Infinitely Kusama” contou com roupas, sapatos, bolsas e acessórios estampados com as icônicas bolas características da artista.

Sob curadoria de Philip Larratt-Smith (responsável pela exposição do MALBA) e Francis Morris (Tate Modern), “Obsessão Infinita” estará em cartaz no CCBB do Rio até 26 de janeiro de 2014. De lá, embarca para Brasília, terminando sua tour brasileira no mês de julho, em São Paulo. Imperdível.

Yayoi Kusama “Obsessão Infinita” (Infinite Obsession)

12.10.2013 a 26.01.2014: Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro
17.02.2014 a 27.04.2014: Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília
21.05.2014 a 27.07.2014: Instituto Tomie Ohtake, São Paulo

Na capa, detalhe da exposição no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro
(Crédito: Flavia Motta)

Mais Matérias