Rebecca Louise Law, floral artist

Jardim artsy

Conteudo Isobar

A talentosa Rebecca Louise Law cria belíssimas instalações suspensas em museus, espaços públicos e labels de moda.

Das sete maravilhas do mundo antigo, somente as pirâmides egípcias continuam arrancando suspiros das gerações atuais. Mas há quem preze por resgatar os encantos dos jardins suspensos – caso da britânica Rebecca Louise Law e suas instalações lúdicas e delicadas.

Ainda que não tão extensos quanto a versão babilônica, os jardins feitos nas intervenções de flores suspensas da britânica encantam por sua simplicidade e lirismo, ao mesmo tempo em que tiram o fôlego com sua dramaticidade e impacto. As obras chegam a ter mais de 6.000 flores naturais, que exploram a relação do ser humano com a natureza.

Foi do estímulo do pai de Rebecca, um jardineiro que a ensinou a apreciar a beleza natural, que veio a inspiração para criar verdadeiros campos cobertos de flores que se estendem em direção ao horizonte, mas sem tocar o chão. Suas obras permitem a interação com os visitantes, que podem tocar e cheirar as cortinas e o céu de flores pendendo sobre suas cabeças.

A artista já criou intervenções em museus e prédios históricos como Royal Opera House, em Londres. Grandes labels como Hermès, Gucci, Salvatore Ferragamo e Jimmy Choo renderam-se ao talento de Rebecca, com instalações e vitrines criadas em parceria com a artista.

Uma curiosidade sobre o trabalho da artista: depois de terminada a exposição, as flores não vão para o lixo. São recolhidas, secas e posicionadas em instalações permanentes. Seja qual for o tipo de instalação, inevitável não se deslumbrar com a beleza dos jardins suspensos de Rebecca.

Mais Matérias