Divulgação

Herança de Dodô

Conteudo Isobar

De pai para filhos: Dori, Nana e Danilo lançam disco em homenagem a Dorival Caymmi.

Não é a primeira vez que o patriarca da família Caymmi ganha uma homenagem de seus filhos Nana, Dori e Danilo. Mas, agora, é ainda mais especial: o trio comemora o centenário de nascimento de Dorival Caymmi.

Apesar de os 100 anos de Dodô só serem comemorados, efetivamente, em abril de 2014, os filhos começaram a homenagem desde junho, com shows e lançamento de um disco com repertório raríssimo desse devoto de Iemanjá, que inclui material pouco ouvido, mas rotineiro no ambiente familiar. Algumas dessas canções haviam se perdido até mesmo nas memórias da família.

Os filhos, que seguem na missão de eternizar a herança musical de Dorival desde sua morte em 2008, privilegiaram um Caymmi mais praieiro e partiram do livro “Cancioneiro da Bahia” (1947) para determinar a seleção de faixas. Entre as 13 canções escolhidas, três se destacam por serem colaborações com outro grande poeta baiano, Jorge Amado: “Cantiga de Cego”, “Retirante” e “Modinha para Teresa Batista”. As faixas mais famosas do álbum fizeram parte da trilha sonora de programas de TV, como “História pro Sinhozinho” do “Sítio do Pica-pau Amarelo”.

Tanto no disco quanto no show “Nana, Dori e Danilo Caymmi – Caymmi 100 anos” apresentado em junho no SESC em São Paulo, os três herdeiros do poeta cantam, por vezes juntos ou em solo, como Nana faz em “Acaçá” e Danilo em “Fiz uma Viagem”.

O álbum “Caymmi” soa moderno e atemporal ao mesmo tempo. Os arranjos, conduzidos por Dori, são simples, mas atuais, e o trio promete outras apresentações e, possivelmente, um DVD repleto de genialidade e emoção. Vale aguardar o que vem por aí.

Mais Matérias