Arte de rua em Santa Cruz, na Califórnia (Meunierd)

Cancioneiro americano

Conteudo Isobar

Nobel de Literatura reconhece genialidade de Bob Dylan

O lirismo de Bob Dylan destacou-se sempre no âmbito da música. Aliás, nesse quesito, o cantor folk norte-americano ocupa espaço significativo entre os maiores nomes do século 20. O legado de Dylan reverberará por muito tempo ainda. Prova disso foi o Prêmio Nobel de Literatura recebido por ele, em 2016.

Parece um tanto incomum conceder a honraria, que vem acompanhada da bagatela de 8 milhões de coroas suecas, a um músico em vez de um escritor de ofício. Contudo, foram exatamente as letras das canções de Dylan que lhe renderam o tão cobiçado prêmio.

Em 13 de outubro, ele foi anunciado vencedor do Nobel de Literatura de “por criar novas expressões poéticas dentro da grande tradição da música americana”. Trata-se de reconhecimento à genialidade do cancioneiro americano, figura encarnada de maneira plena por Dylan.

Nem mesmo a ausência do compositor à premiação em Estocolmo, a capital da Suécia, foi capaz de retirar-lhe a majestade. “Se aceito o prêmio? É claro!”, afirmou à instituição, duas semanas depois de silêncio completo e absoluto. Poder-se-ia esperar outra coisa? Esse é Bob Dylan.

BIOGRAFIA

Robert Allen Zimmerman, nome original do compositor, nasceu em 24 de maio de 1941, ainda durante a Segunda Guerra Mundial, em Duluth, no estado norte-americano de Minnesota. Neto de imigrantes judeus russos, ele rascunharia os primeiros poemas aos 10 anos de idade.

Eleito pela revista Rolling Stones o segundo maior artista de todos os tempos, atrás somente dos Beatles, Bob Dylan compôs canções ditas eternas, entre elas, Like a Rolling Stone, e influenciou compositores por todo o século 20. Além do Nobel de Literatura, o cantor folk já levou o Globo de Ouro, o Grammy e até a dourada estatueta do Oscar.

Bob Dylan construiu discografia extensa. Ao longo dos anos, ele lançou inúmeros álbuns, sejam eles de estúdio ou ao vivo. A estreia foi com Bob Dylan, obra revelada em 1962. O último trabalho é Fallen Angels, divulgado em 2016.

A antológica faixa Knockin’on Heaven’s Door, reinterpretada e gravada pelos Guns N’Roses, é de autoria de Dylan.

Mais Matérias