Lorenzo Lotto: Adorazione dei pastori, 1525-1535, óleo sobre tela

A Renascença é aqui

Conteudo Isobar

Em cartaz até janeiro de 2014, a exposição leva obras de mestres renascentistas a São Paulo e a Brasília.

Mais de 300 pessoas esperavam ansiosas em frente ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em São Paulo, à espera da nova mostra que chegara à casa. Depois do estrondoso sucesso da exposição “Impressionismo: Paris e a modernidade”, que no ano anterior reuniu mais de 500 mil pessoas e chegou a registrar filas de oito horas para a entrada, muitos se anteciparam para conferir os mestres renascentistas.

Precursor em estabelecer um novo olhar do homem perante o universo, o Renascentismo foi um verdadeiro ponto de virada intelectual e artística, entrando definitivamente para a história como um dos grandes períodos de efervescência criativa da humanidade. Nomes como os de Rafael, Ticiano, Tintoretto, Leonardo da Vinci e Michelangelo estiveram na vanguarda do movimento, que continua influenciando os rumos da arte após quase sete séculos do seu surgimento.

Parte desta gloriosa época está presente na mostra “Mestres do Renascimento: Obras-primas italianas”, em cartaz entre 13 de julho e 23 de setembro de 2013 no CCBB de São Paulo, partindo em seguida para a unidade de Brasília, onde ficará de 12 de outubro de 2013 a 5 de janeiro de 2014. Com 57 obras em seu acervo, a mostra busca captar parte do espírito desta época, que teve seu auge entre os séculos XV e XVI.

Com curadoria da historiadora da arte Cristina Acidini e cocuradoria do estudioso do Renascimento Alessando Delpriori, a exposição se espalha pelos quatro andares do histórico prédio do CCBB em São Paulo, dividindo-se em seis núcleos com nomes de regiões italianas importantes na Renascença: Florença, Roma, Urbino, Milão, Ferrara e Veneza.

Obras conhecidas da época, como o “Cristo benedicente” (Cristo abençoando), de Rafael; “Sacra Famiglia con una santa” (Sagrada Família com uma santa), de Andrea Mantegna; e ”Annunciazione” do Giovanni Bellini fazem parte do acervo. Quadros considerados “invioláveis”, ou seja, que nunca saíram da Itália, também estão na mostra, como a tela “Leda e o Cisne”, de Da Vinci.

Para receber a exposição, o CCBB de SP modernizou os espaços expositivos, incluindo iluminação e climatização, e ampliou o número de funcionários. São esperados ao menos 350 mil visitantes na unidade da capital paulista. No seu primeiro final de semana, o centro ficará aberto entre 15h de sábado e 21h de domingo, ininterruptamente, promovendo a primeira “Virada Renascentista”.

“Mestres do Renascimento: Obras-primas italianas”

De 13 de julho a 23 de setembro de 2013
De quarta a segunda, das 10h às 22h
CCBB São Paulo: Rua Álvares Penteado, 112, Centro
Telefones: (11) 3113-3651/3652. Entrada Franca

Mais Matérias